Riscos de apostar em um bronzeamento artificial

Inicial / Riscos de apostar em um bronzeamento artificial

Este tipo de procedimento é feito numa câmara e produz resultados semelhantes aos bronzeamento natural, da exposição ao sol. A aparência fica dourada e um tom mais escuro. No entanto, os riscos para a saúde são bem altos. Ele tem os mesmos efeitos nocivos da exposição solar em horários inapropriados, por ter, também, raios UVA e UVB. Os danos à pele levam anos a se manifestar, não deixando de ser grave.

shutterstock_183367151Prinicipais ameaças à saúde

Câncer de pele: é um dos principais riscos desse tipo de bronzeamento devido a presença da luz ultravioleta que o equipamento produz. Quanto mais tempo a pessoa utiliza esse tipo de bronzeamento, maiores são as chances de desenvolver câncer. Os primeiros sinais são manchas que mudam de cor, de tamanho ou forma.

Envelhecimento: os raios UVA penetram nas camadas mais profundas da pele afetando as fibras de colágeno e elastina. A tendência é a pessoa ficar com uma aparência mais envelhecida e com tendência a desenvolver pequenas manchinhas escuras na pele.

Problemas de visão: estes podem surgir especialmente se a sessão de bronzeamento artificial for realizada sem óculos de proteção. Os raios ultravioletas penetram na pupila e na retina causando alterações como catarata mesmo se a pessoa estiver somente com os olhos fechados mas sem o óculos de proteção.

Queimaduras: ficar mais de dez minutos numa câmara pode causar graves queimaduras em toda região exposta aos raios. Por isso, a pessoa pode ficar com a pele vermelha e ardendo como se tivesse ficado muito tempo no sol.

Aproveite o verão para bronzeamento saudável e natural

Inicialmente, tome banho de sol por pouco tempo, diariamente, no começo da manhã ou final da tarde, para haver uma menor agressao dos raios solares à pele. Não esqueça do protetor solar!

Dias antes de começar a exposição ao sol, faça esfoliação em todo o corpo. Isso funciona para a remoção das células mortas da pele, e auxilia no bronzeamento livre de falhas e manchas. Se a pele já foi exposta, não faça, pois este tratamento pode causar danos.

Após o banho de sol, use hidrante pós-sol, pois possui substâncias calmantes para amenizar os efeitos ruins causados pela exposição intensa, além de prevenir a descascação da pele.

Depois da praia e banho, o hidratante pós-sol é recomendado com substâncias calmantes para amenizar efeitos ruins pela exposição ao sol intensa, contra o efeito da pele descascada.

Fonte: Tua Saúde